16 de mar de 2010

onde anda o nosso futebol?

Onde esconderam o futebol? O futebol de Pelotas, o futebol da velha e mítica baixada? Quem foi o culpado? Onde está escondido?

Nada. Nenhuma resposta. Ninguém sabe, ninguém diz. Tirar o futebol da baixada, em talvez o mais grave crime dos últimos tempos que a cidade já assistiu. Um crime sem solução. Daqueles que viram livros, filmes e acaba virando lenda. Pois é tempo tranforma fato em estória, que passa de geração em geração. Tipo assim, no meu tempo existia um time... tinha um goleiro que era... . e aquele ponteiro fazia o que..... Coisas como, o estádio vivia lotado, a charanga era a melhor do mundo, a gente viajava com o time, perde em casa era muito difícil, e até arriscava dizer a escalação completa do time, as vezes com o banco de reservas.

Hoje isso é passado, tema de bibliografia ou de arqueologia. Não da mais para fazer isso.

O crime está feito. Os ladrões soltos, por ai. E o Bento Freitas nunca esteve tão triste.

A investigação ainda esta longe de ser concluída. Existem suspeitos, mas a solução ainda vai demorar.

Enquanto isso o melhor a fazer e esperar pelo milagre.

Ou esperar pelo Indiana Jones encontrar o nosso mais importante objeto de adoração: o nosso futebol.

O Papagaio vai voar...

Outra vez, e como sempre a Justiça, em nome da progressão da pena, decide enviar o Papagaio para um presídio de segurança leve. Essa notícia é de 2010, mas poderia ser de 2009, 2008, etc e tal. Ela sempre acontece meses antes de uma das fugas desse verde e agíl pássaro. Depois vira notícia, gera entrevistas, polémicas e o animal acaba aparecendo e voltando para a gaiola.
Essa tal progressão geométrica aplicada nas penas( não só dos papagaios) mostrou que precisa ser melhor utilizada. Não pode ser tão abrangente, como a tal meia-pensão , ops, semi-aberto. O próprio papagaio também ja usou essa facilidade.
Então preparem-se para ler daqui a uns dias. " papagaio fugiu pela...esima vez".

Falta charrete para transportar comida aos pescadores

Vamos ver se consigo me organizar e escrever diariamente. Não é fácil como parece. Mas vamos tentar. afinal a gente anda as voltas com muita coisa. opina e comenta... mas não escreve. Esta , portanto na hora de escrever.

Vamos lá

Hoje voltei a ler sobre a demora das autoridades para entregar as 80 ton. de alimentos para os "famintos" pescadores artesanais da Laguna dos Patos. Depois de 45 dias do anúncio do Ministério da Pesca, as cestas básicas ainda estão amontoadas em Porto Alegre.

Que coisa....

Será que Porto Alegre fica muito distante e não dispõe de equipamentos de transporte qualificados? Ou as cidades onde se localizam as colônias de pesca são tão miseráveis que não conseguem mobilizar seus charreteiros a viajar a capital em busca dessa merenda?